fbpx
Melhorar o Sistema Imunológico! Melhorar o Sistema Imunológico!

Dicas para Melhorar o seu Sistema Imunológico!

10 minutos para ler

BAIXA IMUNIDADE? CONFIRA AGORA 7 FORMAS DE MELHORAR O SEU SISTEMA IMUNOLÓGICO!

Muitas vezes, sintomas como cansaço, queda de cabelo ou gripes constantes são deixados de lado no nosso dia a dia. Acreditamos que não passam de situações normais, quando, na verdade, são sinais de uma baixa imunidade.

Por isso, quando eles se tornam frequentes, devemos tratá-los com atenção e procurar o acompanhamento de um profissional qualificado. Além disso, é possível inserir hábitos no dia a dia que ajudem a fortalecer e a melhorar o sistema imunológico. Afinal, melhor do que remediar, é sempre atuar na prevenção de problemas que afetam nossa saúde e bem-estar.

Confira agora algumas dicas práticas sobre como melhorar a sua imunidade e afastar doenças!

1. Mantenha uma alimentação balanceada

Mantenha uma alimentação balanceada

Tudo aquilo que faz parte da rotina alimentar tem influência no funcionamento do nosso organismo. Se uma pessoa se alimenta apenas para saciar sua fome, sem se preocupar com a qualidade dos alimentos, é bem provável que aumente a sua vulnerabilidade a doenças.

Diante disso, alimentar-se bem e suprir as necessidades nutricionais do corpo é fundamental para manter uma boa saúde e as células de defesa ativas. O chá verde, o alho e o mel são bons exemplos de alimentos que podem ser incluídos na dieta para esses fins.

No geral, entre as substâncias mais recomendadas para fortalecer o sistema imunológico, estão:

  • vitamina C (laranja, limão, gengibre, frutas cítricas);
  • vitamina A (cenoura, couve, abóbora);
  • vitamina E (grãos, folhas verdes, óleos vegetais);
  • ômega 3 (salmão, atum, linhaça);
  • ácido fólico (vegetais verde-escuros, feijão, cogumelos);
  • zinco (carne bovina, nozes, amêndoas).

Portanto, montando um cardápio variado e balanceado — se preferir, com a ajuda de um nutricionista — é possível favorecer a imunidade, reduzindo as chances de deficiências e suas complicações.

2. Pratique exercícios físicos

Pratique exercícios físicos

Os exercícios físicos são responsáveis por manter o corpo sempre ativo, estabelecendo uma comunicação entre o sistema nervoso, endócrino e imunológico. Consequentemente, são reduzidas as chances de doenças cardiovasculares, problemas respiratórios, digestivos, entre outros.

Por outro lado, a prática muito intensa ou sob pressão pode estar ligada ao aumento do estresse e da ansiedade, impactando negativamente a imunidade. Portanto, é mais recomendável manter uma boa regularidade na prática de exercícios moderados, de acordo com a condição de cada um e sem exageros.

3. Evite o uso desnecessário de medicamentos

Evite o uso desnecessário de medicamentos

Esse é um pecado cometido por muitas pessoas, até mesmo inconscientemente. No entanto, o consumo de medicamentos sem uma real necessidade pode afetar os anticorpos e todo o sistema imunológico.

O uso indevido de antibióticos, por exemplo, acaba sendo prejudicial por aumentar a resistência de algumas bactérias. Não é por acaso que esse tipo de medicação entrou para a lista dos remédios controlados.

Por isso, nada de “aproveitar” os comprimidos que sobraram na gaveta, a não ser em casos que o consumo seja com prescrição e orientação médica!

4. Durma bem

Durma bem

Assim como é importante manter o corpo ativo, também é essencial dar a ele um período de descanso. Mas, se as noites forem mal aproveitadas, dificilmente a energia será revigorada como deveria.

Nesses casos, o organismo entra em um ciclo desgastante, acumulando estresse e tensões, já que é durante o sono que diversos hormônios importantes são liberados para equilibrar o corpo. Então, a longo prazo, a falta de noites bem dormidas pode causar alguns efeitos desagradáveis, como perda de memória, distúrbios de humor, desatenção, cansaço e, claro, baixa imunidade.

5. Elimine os maus hábitos

Qualquer excesso pode fazer mal à saúde, sobretudo quando diz respeito a substâncias tóxicas, como álcool, cigarro e outras drogas. Da mesma maneira, os exageros alimentares também são negativos, sendo a gordura e o açúcar os componentes mais nocivos.

É por isso que o corpo tende a ficar mais fraco e sem disposição, pois a capacidade de resposta das células é afetada. Logo, é bom que esses hábitos sejam abandonados para que não prejudiquem a resistência do organismo.

6. Foque no consumo de vitaminas em níveis adequados

Foque no consumo de vitaminas em níveis adequados

As vitaminas ajudam a fortalecer o sistema imunológico e tornam o corpo mais forte e saudável. A seguir, veja algumas opções nas quais você pode apostar e descubra como usufruir de seus benefícios.

Polivitamínicos

Os polivitamínicos são uma excelente opção para quem não consegue manter a absorção de alimentos de forma adequada e busca suprir a falta desses nutrientes. Além disso, eles são ideais para fortalecer o sistema imunológico, reduzir sintomas de cansaço e fadiga e diminuir a ação dos radicais livres, graças ao seu potencial antioxidante.

A fórmula dos polivitamínicos apresenta vitaminas ativas e minerais quelados, que são responsáveis por absorver os nutrientes com mais eficiência. Assim, conseguem manter as funções orgânicas do corpo.

ALIMENTOS PARA AUMENTAR A IMUNIDADEPowered by Rock Convert

Vitamina C

A Vitamina C, também conhecida pelo nome de ácido ascórbico, é excelente para fortificar o sistema imune. Ela é bastante indicada para prevenir e combater o surgimento de gripes e resfriados. Esse nutriente é encontrado principalmente em frutas cítricas, como laranja, limão, acerola, manga, abacaxi, entre outros.

Esse componente é essencial para desencadear diversas reações metabólicas e também para fortalecer o sistema imunológico, por meio da síntese de anticorpos, protegendo o organismo contra infecções e inflamações, que são causadas por agentes estranhos e nocivos, como vírus, fungos e bactérias.

Vitamina D

A vitamina D, também conhecida como colecalciferol, em doses adequadas no organismo, é capaz de fortalecer a imunidade e de evitar o aparecimento de infecções. Isso acontece porque ela tem ação imunomoduladora que atua sobre os linfócitos, células do sistema imunológico. Além disso, a vitamina D estimula a síntese de citocinas.

Assim, ela tem várias funções, além de fortalecer o sistema imune. Também é responsável por atuar diretamente no processo de metabolismo do cálcio e da formação óssea.

A principal forma de sintetizar essa vitamina é por meio da exposição à luz solar em pequenos períodos. O ideal é ficar exposto por cerca de 15 minutos, todos os dias. Esse tempo já é suficiente para que o corpo passe a produzir a substância.

Destaca-se que a falta de vitamina D acarreta a deficiência na absorção de cálcio e fosfato, podendo causar as perdas ósseas, o raquitismo em jovens e a osteomalacia nos adultos. Além disso, a ausência dessa vitamina também pode ocasionar algumas infecções, como pneumonia ou bronquite, fadiga, dores nos ossos, depressão e problemas de cicatrização.

7. Faça a ingestão adequada de nutrientes

Faça a ingestão adequada de nutrientes

A alimentação saudável deve conter uma quantidade certa de nutrientes responsáveis por fortalecer o sistema imunológico. Confira os principais abaixo.

Ômega 3

O ômega 3 é um ácido graxo, ou seja, uma gordura boa cuja função é otimizar a produção de células brancas, estruturas responsáveis por identificar e eliminar agentes nocivos do corpo. Por isso, ele ajuda a proteger o organismo contra inflamações e infecções, mantendo a saúde cardiovascular e cerebral.

Esse nutriente pode ser encontrado em:

  • peixes do mar, como sardinha, salmão e atum;
  • sementes, como chia, cânhamo e linhaça;
  • leguminosas, como feijão, soja, ervilha e grão-de-bico;
  • oleaginosas, como nozes, amêndoas e pistache.

L-lisina

A L-lisina consiste em um aminoácido essencial que costuma ser vendido sob a forma de suplemento alimentar ou remédio. Essa substância tem um papel fundamental para o aumento da imunidade e para trazer mais proteção ao corpo contra a ação de agentes perigosos. Esse nutriente também vem sendo usado para combater transtornos de depressão e ansiedade, além de auxiliar no tratamento do câncer.

Zinco

O zinco é um mineral que aumenta a imunidade do corpo. Isso acontece porque as células que fazem parte do sistema imunológico apresentam enzimas que são dependentes do zinco para que possam manter as suas funções da melhor forma. Nesse sentido, a ausência dessa substância em níveis adequados acarreta a redução das células responsáveis pela defesa do organismo.

Também é importante mencionar que o zinco é um agente antioxidante e anti-inflamatório que reduz a ação dos radicais livres. Ele pode ser encontrado em vários alimentos, como carne bovina, peixes, leite e derivados, amendoim, farelo de aveia, entre outros.

Selênio

O selênio é um mineral que reduz o aparecimento de vários tipos de câncer, como o de bexiga, de mama, de pulmão e de próstata. Essa substância pode ser encontrada em diversos alimentos, como a castanha-do-pará, o trigo, as sementes de girassol, o arroz e o frango. O ideal é consumir a quantidade aproximada de 200 mg por dia de selênio.

L-Glutamina

A Glutamina é um aminoácido livre não essencial, que costuma estar presente em grande quantidade no fluxo sanguíneo e ao longo do tecido muscular. Isso significa que ela pode ser produzida pelo organismo humano a partir de outros tipos de aminoácidos.

As principais funções da L-glutamina são: servir como matriz energética para os leucócitos, atuar na síntese de glutationa e funcionar como fonte de energia para os enterócitos, dificultando a entrada de agentes nocivos no organismo.

Própolis

O própolis é uma substância produzida pela colmeia de abelhas que ajuda na defesa do corpo contra a ação de bactérias, vírus e fungos. Além de conter propriedades antissépticas, é também bastante útil para fortalecer as funções do sistema imunológico.

É muito comum o própolis ser recomendado para tratar os sintomas da tosse e de doenças respiratórias. Ele pode ser comercializado em farmácias, principalmente sob a forma de spray ou gotas.

Conclusão

E aí, conseguiu aprender um pouco mais sobre como melhorar o sistema imunológico e evitar a baixa imunidade? De qualquer forma, saiba que o ideal é procurar um médico ao notar que você tem sido uma vítima frequente de gripes e resfriados, bem como se tiver sentindo muito cansaço, febre e ansiedade.

Entendeu como aumentar a sua qualidade de vida e melhorar a sua saúde? Conheça melhor alguns produtos que te ajudarão a manter um bom sistema imunológico agora!

ALIMENTOS PARA AUMENTAR A IMUNIDADEPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário